Óleo de cártamo para diminuir gordura abdominal

Tempo de leitura: 9 minutos

gordura-abdominal-oleo-de-cartamoCom a chegada do verão surgem novos lançamentos da moda praia, biquínis empina bumbum, maiôs cavados, saídas de praias, etc. E mais uma vez é hora de colocar a barriguinha de fora. Infelizmente a gordura abdominal é um mal que incomoda muita gente, fazendo com que lindos biquínis sejam trocados por camisetas compridas.

O pior não é deixar o biquíni de lado, mas entrar de cabeça em dietas malucas que te levarão a perder peso rápido e, recupera-lo rapidamente também. Provocando o efeito sanfona e, muitas vezes nem resolvendo o problema.

Invés de fazer isso, porque não entender o motivo pelo qual você não consegue perder a barriga? A gordura abdominal é uma espécie de “estoque” de energia para o nosso corpo, ou seja, se ocorrer uma emergência é de lá que seu organismo retira uma forcinha extra.

Esse conceito de “estocar” energia vem desde os primórdios, quando homens e mulheres estavam acostumados a passar longos períodos sem comer.

Mas não fique com raiva de seu corpo, existe uma solução 100% natural que irá te ajudar a eliminar de vez a gordura abdominal, o óleo de cártamo.

Quer saber mais sobre o óleo de cártamo? Como ele ajuda no processo de emagrecimento e a queimar gordura abdominal? Leia o artigo até o final!

O óleo de cártamo

cartamo-gordura-abdominalO cártamo (Carthamus tinctorius) é uma planta originária do Oriente Médio, com uma raiz bem profunda, permitindo sua sobrevivência mesmo em regiões extremamente secas.

Ele é da mesma família que o girassol e, assim como este, apresenta flores que variam entre amarelo e laranja.

Inicialmente suas flores eram utilizadas como corante para cosméticos e tecidos, ou como tempero (parecido com o açafrão). Atualmente o cártamo é cultivado por todo o mundo, com a principal finalidade de extração do óleo de suas sementes.

O óleo de cártamo tem um alto valor nutritivo e apresenta diversos benefícios para saúde como um todo, não somente para o emagrecimento.

Veja abaixo os nutrientes presentes no óleo de cártamo:

  • Ômega 6 (ácido linoleico)
  • Ômega 9 (ácido oleico)
  • Vitamina E
  • Vitamina K
  • Fitoesteróis

As vantagens de seu consumo irão refletir tanto externamente quanto internamente, melhorando os sistemas nervoso, cardiovascular e imunológico, dando um up na aparência da pele e, queimando as gordurinhas localizadas.

Não bastasse tudo isso, esse complemento alimentar ajuda a aumentar as concentrações de serotonina no organismo. A serotonina está relacionada com o humor, diminuindo a ansiedade e promovendo o bem-estar.

Ou seja, o óleo de cártamo previne os altos e baixos causados pelas dietas e ainda te proporciona mais disposição. Veja outros benefícios abaixo.

Benefícios do óleo de cártamo para saúde

  • Antioxidante natural: devido ao seu conteúdo em vitamina E, o óleo protege o organismo contra a ação dos radicais livres endógenos e exógenos (poluição, raios solares). Combatendo diversos males e, evitando o envelhecimento precoce.
  • Saúde capilar: o ômega 9 age ativando a circulação da região do couro cabeludo, estimulando o crescimento, renovando a força dos fios e evitando as quedas. Mantendo as madeixas mais sedosas e brilhantes.
  • Diminui os sintomas da TPM (Tensão Pré-Menstrual): o ômega 6 pode estabilizar a flutuação hormonal típica desse período, amenizando as dores e incômodos da menstruação. Somado a isso, há relatos que este ácido graxo essencial atua na regulação dos ciclos menstruais.
  • Melhora a aparência da pele: mais um ponto para o ômega 6. Ele se liga à oleosidade natural da pele desobstruindo os poros, reduzindo manchas e acnes. Este componente também estimula a regeneração das células da pele, prevenindo o surgimento de celulites (para a alegria da mulherada!) e, resultando em uma aparência mais jovem.
  • Sistema cardiovascular: o óleo de cártamo combate o LDL (colesterol ruim), impedindo que ele seja direcionado para corrente sanguínea. Dessa forma ele é eficaz em impedir problemas cardiovasculares, tais como aterosclerose, ataques cardíacos, acidente vascular cerebral (AVC) e hipertensão arterial.
  • Regula os níveis de triglicerídeos: os nutrientes presentes no óleo, com ênfase no ômega 9, podem reduzir o teor de triglicerídeos do sangue. Os triglicerídeos são moléculas de gordura, presentes em grande quantidade no organismo. O acúmulo dessas moléculas pode causar complicações no pâncreas.
  • Saúde cerebral: os dois ácidos graxos essenciais presentes são importantes para as funções cerebrais, proporcionando o bom funcionamento do sistema nervoso.
  • Sistema imunológico: os ômegas 6 e 9 contribuem para o aumento da imunidade, melhorando a cicatrização e fortalecendo o corpo.
Recomendados pra você  Como fazer uma salada saudável e apetitosa

Como o óleo de cártamo atua na eliminação da gordura abdominal?

oleo-de-cartamo-gordura-abdominalE finalmente chegamos na eliminação da indesejada gordura abdominal. Pois saiba que o óleo de cártamo auxilia no processo de emagrecimento de diversas maneiras.

Primeiramente, seu consumo diário retarda o esvaziamento gástrico, fazendo com que os receptores contidos nas paredes do estômago enviem sinais de satisfação por mais tempo ao nosso cérebro. Aumentando a sensação de saciedade.

E, ao aumentar a sensação de saciedade, consequentemente o óleo de cártamo faz com que você coma menos e, até mesmo, diminua gradativamente suas porções alimentares.

Somando-se a isso, o ômega 6 age como catalisador (incentivador) na queima da gordura marrom.

Mas o que é a gordura marrom? A gordura marrom é um tecido adiposo que possui a função específica de proteger os órgãos vitais. Ela fica localizada principalmente na região visceral (abdômen).

Quando ingerimos o ômega 6 presente no óleo o que acontece é uma compensação, uma troca. Invés do corpo queimar a gordura marrom ele busca energia na gordura branca da barriga, quadris e cintura, eliminando esses depósitos de adipócitos.

Em outras palavras, para proteger a gordura marrom da ação do ômega 6, o organismo queima a gordura abdominal!

Já o ômega 9 atua sob a produção de cortisol, um dos hormônios responsáveis pelo acúmulo de gordura abdominal. O cortisol está relacionado aos mecanismos de alerta do corpo, guardando as gordurinhas para uma situação de emergência (aquele “estoque” citado no começo do artigo).

Não obstante, o óleo de cártamo ainda aumenta a produção do hormônio adiponectina. Esse hormônio desempenha um papel essencial na regulação dos mecanismos da obesidade, reduzindo a absorção do colesterol e das gorduras pelo intestino.

Um estudo, publicado na Revista Brasileira de Ciências e Saúde, demonstrou a eficácia do óleo na diminuição da gordura abdominal, mesmo em mulheres com sobrepeso.

Recomendados pra você  Como deixar a barriga chapada para arrasar com seu biquíni no Verão

Recomendação diária

Deu para perceber que o óleo de cártamo é bastante poderoso não é mesmo? Tanto se você quer emagrecer e perder gordura abdominal, ou se você apenas quer adicionar mais saúde à sua dieta.

O óleo pode ser utilizado in natura ou no formato de cápsulas. Sua recomendação diária é de, no máximo, 2 cápsulas ou 2 colheres de sopa.

O consumo deve ser feito, preferencialmente, 30 minutos antes das principais refeições. Escolha àquelas refeições que você costuma comer mais, almoço e jantar, por exemplo.

No formato in natura, o óleo de cártamo também faz o papel de óleo de cozinha, podendo ser utilizado no tempero de saladas ou na preparação de pratos quentes. Aprenda a fazer uma deliciosa panqueca de ricota com óleo de cártamo no item a seguir.

No entanto, é bom ressaltar que, apesar de todos os benefícios, estamos falando de um óleo, não ultrapasse a recomendação diária.

Receita de panqueca de ricota com óleo de cártamo

Massa:

  • 1 colher (sopa) de óleo de cártamopanqueca-oleo-de-cartamo
  • 2 ovos
  • 2 xícaras de leite de soja
  • 1 xícara de farinha de trigo (dê preferência a farinha integral)
  • ½ xícara de molho de espinafre (somente com as folhas)

Recheio:

  • 1 colher (sopa) de óleo de cártamo
  • 200 g de ricota
  • Salsinha e cebolinha a gosto
  • Pouco sal

Modo de preparo:

  • Massa: bata todos os ingredientes no liquidificador até formar uma massa homogênea. Cozinhe pequenas porções em uma frigideira e reserve.
  • Recheio: amasse a ricota com um garfo, adicione a salsinha e a cebolinha já picadas, e tempere com sal. Coloque o recheio dentro das massas e, está pronto para o consumo!

Precauções

Teoricamente não existem contraindicações, o óleo de cártamo é saudável para todos, independente da idade ou sexo.

Porém, gestantes, lactantes ou mulheres que estão tentando engravidar não devem ingeri-lo antes de consultar o médico.

De forma geral, é sempre interessante que você procure um especialista (médico ou nutricionista) antes de inserir quaisquer suplementos novos à sua dieta. Existem relatos de pessoas que tem alergia a plantas da família do cártamo.

Outro ponto primordial é quanto a vastidão de marcas fabricantes do óleo que existem no mercado. Quando você for pedir o conselho do seu nutricionista, aproveite e pergunte que marca ele indica. Afinal, você não quer levar gato por lebre.

O armazenamento também é fundamental para a funcionalidade do produto. O potinho contendo o óleo (natural ou em cápsulas) deve ser mantido a temperatura ambiente (máximo 25ºC), em local escuro e bem fechado. Óleos são substâncias extremamente suscetíveis à oxidação.

Para finalizar, não se esqueça que de nada adianta inserir o óleo na sua dieta se você não se exercitar ou comer alimentos mais saudáveis. Infelizmente, sozinho o óleo de cártamo não faz milagre.

Aproveite esse tratamento natural e tenha uma vida com mais saúde e menos gordurinhas… Aí é só você vestir aquele belo biquíni e mergulhar de cabeça no verão.

Gostou do artigo? Curta e compartilhe com as amigas. Já usou o óleo de cártamo? Quer saber mais? Deixe um comentário.

Comentários

comentários