Como curtir o carnaval de praia com segurança

Rosa Verão - Coleção 2018 / 2019

Com exceção dos períodos de muito frio, frequentar a praia é gostoso em qualquer época do ano. Ainda mais no Carnaval, quando o verão está no auge, muitas famílias estão curtindo o final das férias e recarregando as baterias para retomar os trabalhos do ano com ainda mais pique.

Contudo, em qualquer período e principalmente no Carnaval, os cuidados na praia devem ser redobrados no intuito de aumentar a segurança da família. Inclusive quando se viaja com os filhos pequenos.

Assim, o Corpo de Bombeiros de São Paulo concede algumas orientações para que o cuidado ampliado e os momentos de alegria não sejam abruptamente interrompidos por nenhum susto:

Guarda-Vidas

Eles estão espalhados pela praia e tem a missão de salvar e prevenir vidas do risco de afogamento. Também prestam esclarecimentos para quem se encontra perdido e principalmente para reencontrar aqueles que se perderam – principalmente crianças que fogem da atenção dos pais.

Recomendados pra você  Viagem tranquila: 5 dicas para não ser barrado em aeroportos internacionais

Lugares Seguros

Antes de se divertir, pergunte sempre para o guarda-vidas qual o local mais seguro para nadar e quais os riscos que ele oferece. Existem algumas maneiras de identificar as áreas seguras da praia. Os guarda-vidas colocam placas orientadoras com cores distintas.

A cor verde indica que o mar é propício a banho e nado. A cor amarela significa que o banhista deve tomar cuidado por alguma razão, e zelar principalmente pela segurança dos filhos. A vermelha, por sua vez, indica perigo.

Se beber, jamais vá para a água

A bebida alcoólica, como já é de conhecimento, enfraquece mais o corpo, pois além da desidratação que o álcool provoca, também diminui a força, a velocidade, a capacidade respiratória e muscular. Por isso quando alguém resolve entrar no mar ou na piscina após ingerir um pouco de álcool, corre o risco de afogamento.

Se comer, nada de praia

Brincar ou nadar no mar pode provocar congestão.

Fique longa das pedras

Brincar ou nadar próximo de pedras e áreas costeiras, pode aumentar o risco de afogamento em razão das correntezas que arrastam a pessoa para longe, dificultando o socorro.

Recomendados pra você  10 acessórios indispensáveis de levar para a praia!

Pulseiras de identificação

Cuidado ao chegar à praia com seus filhos e outras crianças. Primeiramente, retire com o guarda-vidas as pulseiras de identificação. Preencha-a com os nomes completos, telefone de contato e coloque-a no braço da criança. Se o seu filho(a) se perder, esta pulseira vai ajudar ao guarda-vidas a reencontrá-la, sendo que se também alguém a achar, poderá entrar em contato com seus pais.

Nada de objetos flutuantes

Boias e colchões infláveis, que fazem a alegria da garotada, devem ser evitados em áreas da praia com muitas ondas. O movimento brusco da água pode aumentar o risco de colisões com outros banhistas, pranchas e afogamentos.

Cintura

Se for para brincar na água do mar, é sempre bom que esta não passe da cintura do corpo para cima. Assim, não há risco de a correnteza tornar-se um problema ou mesmo do banhista se afogar.

Tudo certo? Só resta aproveitar bastante a praia!

[bar group=”21″]

Comentários

comentários

Sobre o Autor

O Blog do Rosa Verão tem como objetivo ajudar suas clientes com dicas de roteiros, praias, dietas, viagens, oferecendo qualidade em informação. Os biquínis da marca também seguem um rigoroso controle de qualidade, afim de garantir as clientes conforto e beleza. Conheça mais sobre nossos produtos em www.rosaverao.com.br