Dieta pós-parto como entrar naquele biquíni novamente

Rosa Verão - Coleção 2018 / 2019

mamae-de-biquiniTer um filho é um verdadeiro presente que traz muita alegria e emoção para as mamães e papais de um recém-nascido. Porém, depois que o bebê sai de dentro da barriga, a maioria das mamães começa a procurar alguma dieta pós-parto, preocupada em recuperar o antigo corpo.

Essa questão, é bastante preocupante, principalmente para as mamães de primeira viagem. Voltar ao antigo corpo, poder usar biquínis e blusas mais apertadinhas novamente é essencial para a autoestima da nova mamãe.

Acontece que depois que o bebê nascer você não pode simplesmente fazer um regime, ainda mais se você estiver amamentando. Segundo especialistas, uma dieta pós-parto muito restritiva pode atrapalhar a produção do leite materno.

Aí vem aquela dúvida: Como vou recuperar meu antigo corpo? Em primeiro lugar, tudo a seu tempo, dedique-se ao seu bebê. Em segundo, existem dietas pós-parto bem flexíveis e com todos os nutrientes necessários para você produzir todo o leite que seu filho precisa.

Aprenda dicas fundamentais para sua dieta pós-parto, volte ao seu antigo corpo e coloque aquele biquíni mais rápido do que você imagina.

 

5 segredos da dieta pós-parto

Bom, vamos lá… seu bebê já nasceu e é coisa mais linda do mundo (eu duvido que você não pense assim, rs). Agora você também quer voltar a ser a mulher de antes, e perder os quilinhos adquiridos ao longo da gestação.

A primeira coisa é não perder o foco dos cuidados do seu bebê, você está em uma nova fase, nunca se esqueça disso. Não tenha pressa para emagrecer, curta a maternidade.

Outro ponto crucial é não se comparar às celebridades. As mamães famosas muitas vezes optam por alguma dieta pós-parto extremamente restritiva para poderem voltar à suas atividades mais rapidamente. Lembre-se que o corpo delas é um instrumento de trabalho.

E outra, as fotos que saem na mídia são passíveis de retoques (photoshop e por aí vai). Então desencana, cada mulher tem seu próprio ritmo, seu próprio tempo. Não fique se comparando com a vizinha. Você vai emagrecer, tenha calma.

Veja abaixo os 5 segredos de qualquer dieta pós-parto.

Dica #1: Beba muita água

Assim como em inúmeros regimes alimentares diferentes, a dieta pós-parto deve ser regada com muita água.

Nesse caso em especifico, a água é essencial na produção do leite materno. A maioria das mamães relata que sente muita sede durante o período de amamentação.

Outra coisa legal em se hidratar é, que muitas vezes o seu cérebro te engana, você acha que está com fome, mas era só sede mesmo. Dessa forma, a boa hidratação impede que você fique comendo toda hora.

Você não precisa ser super metódica e ingerir 2 a 2,5 litros de água por dia, como é recomendado na maioria dos regimes alimentares. Basta se guiar pela sua sede e pela frequência que vai ao banheiro.

Se o xixi estiver clarinho e você estiver urinando a cada 3 ou 4 horas, isso quer dizer que está tudo bem.

Para dar uma variada na água, beba também chás e sucos naturais (sem açúcar ou adoçante), água de coco, águas saborizadas, etc.

Tanto os chás, como as águas saborizadas irão ajudar na retenção de líquidos, ativando o funcionamento dos rins. Só verifique com seu médico quais as ervas mais indicadas, alguns tipos de chás não são recomendados no período lactente.

A água de coco também é excelente para manterá hidratação e contém baixíssimas calorias. Ela repõe os sais minerais e pode ser usada como base para sucos.

Dica #2: Organizando o armário de guloseimas

Amamentar não dá somente sede, mas aumenta (e bastante) a fome. Além do mais, no final da gravidez você estava comendo por dois, por isso é mais difícil voltar a se controlar.

É importante que você faça de 5 a 6 refeições todos os dias. Dessa maneira não há grandes períodos de jejum e você não exagera em nenhuma das refeições.

Recomendados pra você  Saiba quais dietas famosas que você não deve fazer

Uma excelente dica é organizar seu armário de guloseimas e geladeira, deixando lanchinhos saudáveis sempre na frente.

Veja como organizar o armário de comida:

  • Jogue fora todos os alimentos industrializados, carregados em sódio e/ou açúcar. Eles não contribuem com a produção de leite e ainda engordam e fazem mal à saúde.
  • Compre muitas frutas, verduras e legumes. As frutas com maior proporção de água como pera e melancia, ajudam, inclusive, a matar a sede.
  • As proteínas devem ser carnes magras, ovos e peixes.
  • Tenha sempre nozes, castanhas, sementes (linhaça, chia), frutas secas, iogurtes naturais e biscoitos integrais. Esses lanchinhos saudáveis estão sempre liberados.
  • Opte por “comida de verdade”. Ao menos nas refeições principais peça uma forcinha ao papai para poder comer arroz, feijão, carnes e saladas. Sim, o prato tipicamente brasileiro é super recomendado.
  • A dica fundamental é: quem está amamentando não pode comer menos do que 1800 calorias por dia! Então, nada de restrições severas.

Dica #3: Durma bastante (ou sempre que puder)

Quem tem filhos pequenos sabe que essa é uma tarefa bastante difícil. Nós sabemos que no início os bebês dão trabalho e não costumam dormir a noite inteira. E ainda por cima, tem as mamadas noturnas.

Porém, aproveite todas as oportunidades e sonequinhas do seu filhote para descansar um pouco. Lembre-se quanto mais tempo passamos acordados maior é a tendência de aumentarmos a ingestão de alimentos. E quem está cansado não vai querer alimento saudável.

E não é só isso, quando dormimos pouco nosso corpo libera um hormônio chamado cortisol. O cortisol está associado ao estresse. E, o aumento da concentração desse hormônio na corrente sanguínea favorece o acúmulo de gordura e, consequentemente, o ganho de peso.

Então, assim que seu bebê pegar no sono, corra para cama você também. Relaxe, nem que seja só por alguns minutinhos.

Dica #4: A bendita cinta modeladora

Considere usar uma cinta modeladora após o parto. E essa dica não é somente pela estética, apesar da cinta ajudar, e muito, na autoestima das mamães recentes.

Acontece que o tamanho normal do útero é parecido com o de uma pera. Quando você engravida essa pera vira uma melancia até o final da gestação. E após o parto, digamos que você fica com um útero do tamanho de um melão.

A cinta modeladora, não somente irá ajudar na correção da sua postura (afinal seu centro de gravidade mudou completamente) e aumentar sua autoestima, como também irá estimular o útero a voltar ao tamanho normal.

Nem todas as mamães se adaptam à cinta modeladora, mas vale muito a pena experimentar.

Dica #5: Amamente seu bebê até que ele não queira mais

Esta dica talvez seja a mais importante de todas. Amamentar aumenta o vínculo da mamãe com o bebê. Como se isso já não fosse o suficiente, amamentar emagrece!

Sim, para renovar o estoque de leite para o bebê, seu organismo gasta cerca de 500 calorias por dia. Ou seja, você perde calorias alimentando seu filho.

Portanto, deixe o bebê mamar até não querer mais!

 

E como fica a prática de atividades físicas após o parto?

mamae-de-buquini-estampadoNão pense que porque você teve seu bebê os exercícios físicos podem ser dispensados. Muito pelo contrário, para recuperar o corpo que você tinha antes, eles são essenciais.

Melhor ainda se você não parar durante a gravidez, existem diversas atividades físicas indicadas para as gravidinhas.

Exemplos disso são hidroginástica, academia, yoga, pilates, etc. Além de ajudarem na hora do parto, os exercícios iram facilitar na hora de perder os quilinhos adquiridos.

Bom, mas vamos voltar ao período pós-parto. Quase sempre as mamães têm que aguardar um período de, no mínimo, 6 semanas antes de voltar às atividades físicas. Lembre-se de consultar seu médico antes recomeçar quaisquer exercícios.

A maioria dos especialistas recomenda um início mais leve, com caminhadas brandas, por cerca de 30 minutos todos os dias. Você pode inclusive, levar o seu bebê para tomar um pouco de sol. Aos poucos você poderá voltar aos treinos mais puxados de antigamente.

A prática de atividades físicas é indispensável, mesmo com a correria para cuidar do novo membro da família.

As atividades irão te auxiliar a perder a barriga, melhorar seu humor, melhorar a circulação sanguínea e o tônus muscular. E dá-lhe força para carregar o filhote para todo o lado.

Recomendados pra você  Receita de leite vegetal para acrescentar em sua dieta

Além disso, exercícios físicos aliados à dieta pós-parto aliviam o estresse e reduzem o risco de depressão pós-parto.

Exercícios para perder a barriga após o parto

Antes de comentar sobre os exercícios, se seu problema é a gordura abodminal leia o nosso artigo sobre o óleo de cártamo e a gordura abdominal, basta clicar aqui. Se o seu médico permitir, o óleo de cártamo é uma excelente ajuda na hora de eliminar a barriguinha.

Outro artigo que pode te ajudar é o de “como deixar a barriga chapada para verão”, que mostra uma série de exercícios que vão te auxiliar a derreter os quilinhos achados durante a gravidez.

Somando-se a isso, veja abaixo três sugestões de exercícios fáceis para as mamães eliminarem a barriga:

1. Prancha abdominal: fique de cabeça para baixo, com o corpo em suspensão, se apoie somente na ponta dos pés e antebraços (veja a foto abaixo). Além de corrigir a postura, seu bebê pode ficar deitadinho a sua frente enquanto isso. Conte até dez bem devagar, repita três vezes.

prancha

2. Ponte: deite-se de barriga para cima e eleve o quadril do chão (imagem abaixo). Faça de forma contínua por 1 minuto.

ponte3. Abdominal com bola suíça: esse é para quem tem uma bola suíça (aquela do pilates) em casa. Deite-se com as costas no chão e coloque a bola no meio dos membros inferiores elevados (igual a imagem abaixo). Contraia o abdômen por 1 minuto, repita três vezes.

abdominal-com-bola

 

Cardápios para sua dieta pós-parto

cardápio-pós-partoVocê já sabe que deve se alimentar bem e, sempre que possível comer “comida de verdade”. Mas vamos à algumas opções de cardápio da dieta pós-parto:

Café da manhã

  • Opção 1: uma tigela de frutas + uma colher (sobremesa) de aveia, linhaça ou quinoa em flocos + um ou dois ovos mexidos + uma ou duas fatias de pão integral.
  • Opção 2: suco natural de abacaxi com hortelã + tapioca com chia recheada de duas fatias de queijo branco, ricota ou cottage.

Lanche da manhã

  • Opção 1: uma porção pequena de castanhas e sementes (girassol, abóbora) + uma fruta de sua preferência.
  • Opção 2: um pote de iogurte desnatado + uma colher (sopa) de quinoa em flocos.

Almoço

  • Salada (Opção 1): vegetais verde escuros + beterraba crua + abobrinha e berinjela grelhadas + uma colher (sopa) de azeite.
  • Salada (Opção 2): couve + acelga + cenoura cozidas à vapor.
  • Prato principal:
    • 1 colher (de servir) de carboidrato: arroz integral, quinoa cozida, mandioca, mandioquinha, batata-doce ou macarrão integral.
    • 1 colher (de servir) de leguminosas: feijão, lentilha ou grão-de-bico.
    • 1 porção média de proteínas magras: carne de boi, aves ou peixes.
  • Sobremesa: uma fatia média de abacaxi com canela.

Lanche da tarde

  • Opção 1: biscoito de arroz integral (6 unidades pequenas ou 2 grandes) com pasta de grão-de-bico (homus), gergelim ou guacamole.
  • Opção 2: vitamina com um copo de leite desnatado + uma fruta (banana ou mamão) + uma colher (sobremesa) de aveia.

Jantar

  • Opção 1: Idem ao almoço.
  • Opção 2: legumes ao vapor com file de peixe ao forno (use temperos leves) três colheres (sopa) de purê de abóbora.
  • Opção 3: salada de folhas + um filé de frango grelhado com cúrcuma + chips de mandioca ou batata-doce (feitos no forno, com temperos leves).
  • Opção 4: um prato de sopa de legumes com alguma proteína magra.

Ceia

  • Opção 1: duas ou três colheres (sopa) de abacate + uma colher (chá) de cacau em pó.
  • Opção 2: mingau com um copo de leite desnatado + uma colher (sopa) de aveia + uma colher (chá) de canela em pó (leve ao fogo e mexa constantemente até virar um creme, acrescente a canela somente para servir).

Não se esqueça de mastigar muito bem e, se possível peça para o papai ou a vovó ficarem com o bebê. A hora de comer deve ser o mais calma que você conseguir com um recém-nascido dentro de casa.

Lembre-se de respeitar o tempo do seu corpo, amamentar seu bebê, estabelecer o vinculo de mãe e filho. Quando você se der conta estará novamente com o corpo de antes, arrasando no biquíni e curtindo castelinhos de areia com o pequeno.

Gostou do artigo? Curta e compartilhe com todas as mamães (e papais também). E você, como perdeu os quilinhos adquiridos durante a gravidez? Que tipo de dieta-pós parto utilizou? Conte-nos tudo nos comentários.

[bar group=”21″]

Comentários

comentários

Sobre o Autor

O Blog do Rosa Verão tem como objetivo ajudar suas clientes com dicas de roteiros, praias, dietas, viagens, oferecendo qualidade em informação. Os biquínis da marca também seguem um rigoroso controle de qualidade, afim de garantir as clientes conforto e beleza. Conheça mais sobre nossos produtos em www.rosaverao.com.br